O que é Colágeno?

O colágeno é uma proteína que pode ser encontrada na pele, tecidos e ossos e é responsável por dar estrutura, firmeza e elasticidade à pele. Ajuda ainda a manter a integridade dos músculos, dos ligamentos, dos tendões e das articulações. O colágeno pode ser encontrado em alimentos como carne e em alguns tipos de gelatina, é também muito comum em suplementos, consumidos através de cápsulas ou sachês. O colágeno pode ainda fazer parte da composição de alguns cosméticos com fins estéticos, para ajudar a manter a pelejovem por mais tempo.

Existem diferentes tipos de suplementos de colágeno, os mais conhecidos são o colágeno tipo 1 e o colágeno tipo 2. Cada um deles possui diferentes indicações, sendo considerados suplementos diferentes.

Para que serve o colágeno tipo 1?
O colágeno tipo 1, também chamado colágeno hidrolisado, é uma proteína extraída do osso e da cartilagem de animais, como bois e frangos, resultando da quebra de moléculas de proteína em partículas menores. Este tipo de colágeno é melhor absorvido no intestino e é usado para:

⦁ Melhorar a firmeza da pele;
⦁ Fortalecer as unhas e o cabelo; 
⦁ Prevenir úlceras gástricas.

A dose deve ser administrada junto com as refeições. O mais indicado é que seja associado à vitamina C, pois esta vitamina melhora os efeitos do colágeno no organismo.

Para que serve o colágeno tipo 2?
O colágeno tipo 2, ou colágeno não desnaturado, é o componente que está em maior quantidade nas cartilagens. É fabricado a partir de um processo não enzimático, em temperaturas mais baixas de forma a não hidrolisar a molécula, isso garante a integridade da proteína, ao contrário do que acontece no colágeno tipo 1.
Este tipo de colágeno é indicado quando em doenças como:
⦁ Osteoartrite de origem autoimune
⦁ Artrite reumatóide
⦁ Prevenção de danos articulares

A Artrite reumatóide e Osteoartrite de origem autoimune são doenças autoimunes, uma vez que o próprio organismo considera o colágeno que está nas articulações como uma proteína estranha e, dessa forma, produz enzimas que destroem a cartilagem, desencadeando os sintomas associados a estas doenças.

Uma das maneiras de ajudar o corpo a repor o colágeno perdido nas cartilagens e aliviar os sintomas, é usando o colágeno tipo 2, que evita a destruição das cartilagens pelo sistema imune e reduz a inflamação em casos de osteoartrite e reumatismo , melhorando a saúde das articulações. A dose diária indicada para o colágeno tipo 2 é de aproximadamente 40 mg, uma vez por dia, em jejum.

Estudos já comprovam a eficácia superior do colágeno tipo 2 para o tratamento da osteoartrite e da artrite reumatóide, chegando a ser até mais potente que a condroitina + glucosamina. Além de facilitar a adesão ao tratamento com resultados excelentes. 

O colágeno tipo 2 é a estrutura da proteína intacta, “NÃO DESNATURADA” (alto peso molecular), onde contém substâncias que atuam no sistema imune. Ainda é muito confundido com o colágeno hidrolisado (tipo 1) que é “desnaturado” e possui baixo peso molecular e é utilizado para melhorar as condições que atuam na sustentação da pele. Por sofrer a desnaturação é menos absorvido pelo organismo. Dentre as principais diferenças entre eles, destacam-se o peso e estrutura molecular e a dosagem usual. 

Agora que você já sabe sobre as diferenças e indicações do colágeno tipo 1 e tipo 2, não deixe de solicitar ao seu médico ou nutricionista a suplementação e uma dieta rica nesta proteína importante.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.